Dungeon Defense Volume 1 – Capítulo 3 (Parte 3) – Uma doença sem face

Dungeon Defense Volume 1 – Capítulo 3 (Parte 3) – Uma doença sem face

Dungeon Defense: Volume 1 – Capítulo 3 (Parte 3)
Capítulo 3 – Uma doença sem face (Parte 3)

 

▯O Mais Fraco Lorde Demônio, Rank 71º, Dantalian
Calendário do Império: Ano 1505, Mês 6, Dia 20
Castelo do Lorde Demônio Dantalian

“…Vossa Majestade planeja ficar novamente o dia inteiro na cama?”

“Se você acha que não estou fazendo nada só porque estou enrolando na cama, então está fortemente enganada. Mesmo eu sendo deste jeito, o destino do universo está se desenrolando na minha cabeça.”

Dois meses já se passaram.

Desde de que fiz o empréstimo, passei os dois últimos meses fazendo coisas de meu prazer. Já virou rotina para Lapis Lazuli me encontrar e suspirar.

“Os juros acumulados não são nada menos do que 2 mil Libra.”

“Ah, este livro é bem legal.”

Estava folheando um livro enquanto deitado. O título do livro é As Crônicas dos Grandes Lordes Demônio e os Direitos Consuetudinários derivado deles.

O motivo porque estou lendo este tipo de literatura é simples.

As informações que tenho deste mundo são fortemente inclinadas para um lado.

Dungeon Attack era jogado através do herói humano. Graças a isso, eu posso ser bem informado sobre os humanos e sua sociedade, mas sou absurdamente ignorante sobre o mundo dos demônios.

No máximo, há uma heroína vampira que se apaixona pelo protagonista e assim se rende para ele. Mas é isso. Essa heroína nunca entrou em detalhes sobre o mundo dos demônios.

Fazer o quê. Apenas significa que devo estudar por conta própria.

“Hoh. Neste mundo, para um Lorde Demônio atacar outro Lorde Demônio, ele deve ter feito, pelo menos, duas declarações de guerra, huh. Que lugar sem sentido para manter formalidades. Porém, é um método impressionante para prevenir guerras. Hm, hm.”

“Se Vossa Excelência continuar sem tomar medidas, neste ritmo, falirá em 3 meses. Por favor, esteja ciente, Vossa Majestade.”

“Quero comer sorvete—”

“…”

Ela provavelmente percebeu que estou a ignorando completamente.

Lapis Lazuli pressionou sua testa com um dedo polegar e indicador. Por mais que seu rosto continuasse inexpressivo, conseguia perceber através de sua disposição o quão estressada estava.

Dei-lhe um sorriso ousado.

“Não se preocupe. Já que todas as preparações estão completas.”

“…desculpe-me, Vossa Majestade. Com exceção da ordem que Vossa Majestade deu a esta dois meses atrás, Vossa Majestade fez mais algo?”

“Isso era toda preparação necessária.”

Acerca de 50 dias atrás.

Fiz a Lapis Lazuli comprar em massa uma certa erva. Por enquanto, é uma planta que a maioria das pessoas consideram ser apenas um pedaço verde inútil. Porém, eu conheço o futuro.

É atualmente ano 1505 no calendário do Império.

Este verão, uma doença infecciosa se espalhará por todo o continente.

Essa doença será conhecida futuramente como Peste Negra e se espalhará por todo o continente como um símbolo do medo. Quase 40% da população de todo o continente será exterminado, fazendo que chamá-la de pesadelo seja sequer perto de descrever o evento. Em Dungeon Attack, o jogo começava mais ou menos na época em que a Peste Negra já tinha passado…para ser exato, o enredo do jogo começava no ano 1515 no calendário do Império.

Uma tragédia ainda a chegar. Era algo que eu não deveria estar preocupado, certo? A parte interessante é o que vinha depois.

Esta praga, surpreendentemente, tem uma cura.

O nome era simplesmente ‘Erva Negra’. Já que curava a Peste Negra, assim foi chamada de Erva Negra. As pessoas deste mundo têm um senso de nome assustador. Eles provavelmente nomeariam um filho ilegítimo melhor.

‘Erva dos Anjos’, ‘Clemência da Deusa’, ‘Fígado de Apolo’, esses tipos de nomes cintilantes seguiam. Porém, isto também é uma conversa sobre o futuro. No verão de 1505 no calendário do Império, antes da peste ter atacado, esta Erva Negra era simplesmente uma erva daninha. Em várias regiões, esta planta sequer teve a honra de ser nomeada.

É isso.

Uma erva daninha.

Um pedaço verde sem qualquer valor monetário—

Eu, usando todas minhas 10 mil moedas de ouro, investi nesta planta.

Sério, foi fácil.

Primeiro fiz um contrato com as firmas pequenas de mercadores pelo continente. Depois, através dessas firmas, pude formar um contrato com farmaceutas espalhados pela região. E finalmente, os farmaceutas contrataram colhedores de ervas das cidades e vilarejos. Instantaneamente, um contrato de três vias foi formado. A taxa dos transportes e dos corretores para as firmas, 2 mil moedas de ouro. A taxa da farmácia e das despesas dos colhedores de ervas, 6 mil moedas de ouro. Também, para conseguir manter as ervas mais frescas possível, adquiri um armazenamento semipermanente da melhor qualidade.

Ainda não me acostumei com as coisas deste mundo, mas está tudo bem. Planejo grande independente de onde estiver. Todos os detalhes(preguiça) eram lidados pela Lapis Lazuli como representante.

A pessoa que ficou rodeando para formar contratos com as firmas e farmaceutas não foi eu, mas Lapis Lazuli. Alguns poderiam dizer que somos uma ótima dupla. Somos uma combinação bem incrível.

Pessoas que não sabem da verdadeira história provavelmente ririam se vissem isto.

Ele fez um empréstimo de 10 mil libra e ficamos curioso para ver o que faria com isso, mas olhe para ele. Comprou um monte de plantas que sequer são usadas para comer, e está armazenando-as como se fosse algum tipo de tesouro. Lapis Lazuli me avisou que os executivos da firma estavam dizendo, ‘Essa é a maior piada que ouvi este ano.’, enquanto riam histericamente.

A excentricidade do Lorde Demônio Dantalian era tópico até na cidade.

‘Um ato idiota do mais baixo e maluco Lorde Demônio.’

’10 mil moedas de ouro que valem bosta.’

‘Jogando sua vida fora só por atenção!’

etc etc

Estava incrivelmente satisfeito.

Conseguir colocar risadas nas vidas das outras pessoas com coisas insignificantes. Não é isso o verdadeiro fruto da vida? Além disso, vivemos uma vida infinitamente difícil e vazia. Se eu pude fazer essas pessoas rirem, então não poderia estar mais feliz.

Se estou sério?

É por isso que estarei fazendo as coisas mais interessante.

Não será a melhor piada que você ouviu este ano, mas a melhor piada que ouvirá na sua vida. ‘A planta que pensamos ser apenas uma erva daninha na verdade era rara como joia!’, esse era o tipo de final que estava esperando. Se você tiver senso comum, poderia apenas rir até seu interior tremer.

“Estou realmente curioso para ver o rosto que você vai fazer daqui um mês.”

“Perdão?”

“Já que você nunca mostra emoções, está tudo bem em ficar ansiosa para isto. Eu certamente farei você rir.”

“…esta não entende o que Vossa Majestade está falando.”

“Espere pacientemente e saberá tudo.”

Enquanto rolava na cama, eu ri.

Porque impliquei demais com ela, uma notificação surgiu.

 

[A afeição da mercadora Lapis Lazuli diminuiu por 1.] 

 

Ó céus. Com isto, a afeição de Lapis Lazuli tornou-se 0. Estava decaindo desde dois meses atrás, e finalmente alcançou o fundo. Um estranho provavelmente me trataria melhor que a ela de agora.

“Desculpe-me, mas esta deve se ausentar agora. Há bastante papelada da firma que foi atrasado.”

Lapis Lazuli friamente virou suas costas para mim.

“Ah, Lala.”

“O que foi?”

“Leve isto com você.”

Arremessei um pedaço de pergaminho.

Lapis Lazuli pegou a nota com ambas mãos.

“…Vossa Majestade. Isto é?”

Dei uma piscadinha.

“Não tem problema você não retornar para meu castelo por um tempo. Ao invés disso, vá até esse lugar e observe a situação de lá. Já que vai descobrir algo interessante.”

Assim que Lapis Lazuli me encarou cheia de suspeitas, logo partiu.

Esse pedaço de papel foi a última armadilha. Lapis Lazuli provavelmente perceberá a existência da armadilha bem mais tarde. Espero ansiosamente por esse dia.

 

▯Mercadora da Keuncuska, Mestiça, Lapis Lazuli
Calendário do Império: Ano 1505, Mês 6, Dia 27
Fontes Termais de Relaxação de Siracusa 

“Haa……”

Suspiros continuam vindo. Me pergunto quantas vezes foram até agora.

A grande candidata para executiva de Keuncuska, Lapis Lazuli, estava atualmente em uma fonte termal. Um lugar onde pessoas relaxam se banhando. Homens e mulheres estavam orgulhosamente andando nu na minha frente.

Embora tenha falado isto, eu também estou despida. Homens passavam pelo corredor e olhavam para mim com um olhar obsceno. Seus olhares são incrivelmente desconfortáveis… Quero esmagar os olhos de todos e cada um desses homens.

Fontes termais não são apenas um lugar para relaxamento, mas também um tipo de área para amor. Em outras palavras, pode-se dizer que pessoas estavam tendo encontros enquanto nus.

Um homem e uma mulher naturalmente iriam à fonte e começariam a flertar. É como uma cultura. Agora mesmo consigo ouvir gemidos de um dos lados… Estava desesperadamente mantendo minha cabeça virada.

“Haa.”

Outro suspiro.

Há um razão, tão simples que é até chocante, para eu estar aqui em Siracusa, o extremo sul do continente. A nota que Vossa Majestade Dantalian me passou continham palavras estranhas.

 

Reino de Sardenha, Siracusa, Balneário Comunitário, Clínica
Ponto de partida
Dor nas articulações, temperatura alta, pele ficando preta 

 

À primeira vista parecerá um tipo de código se a pessoa não tiver o contexto

Vossa Majestade Dantalian esteve mencionando uma doença pelos últimos dois meses. No começo, pensei que era apenas Vossa Majestade falando coisas sem sentido propositalmente. Porém, depois de ver esta nota dele, aparentemente ele está sério… Isto é uma piada, né?

“Haa.”

Já é a terceira vez que suspiro.

Doenças em si não são raras. Mas, para prever onde e quando uma doença iria aparecer? E também já saber qual é a cura da dita doença? Isso é impossível. É por isso que não é estranho os executivos tratarem Vossa Majestade como um louco.

Honestamente, mesmo que seja apenas um pouco, ainda tinha esperanças.

Vossa Majestade, que já foi um caso perdido mas superou uma situação de quase-morte, renascendo como um verdadeiro Lorde Demônio… Esse tipo de história folclórica, mesmo que seja muito pouco, ainda mantinha minhas esperanças.

Mas rank 71º.

Seria ele apenas um idiota sem cura?

Lorde Demônio Dantalian fez absolutamente nada depois de ter comprado todas aquelas plantas. Ele apenas passava seu tempo na sua nova comprada cama como uma criança. Honestamente, é patético.

“Ooh. Senhorita, você é bem bonita.”

Um pedestre que também estava usando a banheira veio falar comigo.

Estou usando magia para me disfarçar como humana. Pode ser magia, mas não é algo impressionante. Apenas mudei a cor do meu cabelo para vermelho. Súcubos são de raça demoníaca, mas a aparência externa é praticamente idêntica a de um humano. Assim, pude simplesmente esconder minha identidade.

“Que tal, numa única piscina por 3 pratas…euut!?”

“…”

Fiz contato visual com o homem por um momento.

Ele provavelmente me confundiu com uma prostituta trabalhando nesta banheira, então lhe dei um olhar frio. Ele deu um passo para trás logo que fizemos contato visual.

Aparentemente há uma intenção de matar escondida em meus olhos. Não há muitas pessoas que conseguiam me encarar. Sendo a pessoa diretamente envolvida, não entendo muito bem.

“D-Desculpa. Achei que era outra pessoa. Tenha um bom dia!”

O homem rapidamente fugiu para os corredores.

Sua cintura carnuda sacudiu violentamente enquanto corria. Patético. Como ele esperava me comprar com 3 moedas de prata com um corpo desses? Ao menos 10 ouro. Se ele não oferecer ao menos esse tanto, então a troca não poderia possivelmente acontecer. Não importa quanto eu olhasse, homens que não conseguem julgar objetivamente sua aparência externa são todos esfarrapados.

Comecei a andar para a clínica da fonte termal. Há vários pacientes aqui que admitiram acreditar nos efeitos das fontes termais. Se por chance, uma em um milhão, que a predição de Vossa Majestade Dantalian esteja correta, então aqui é o ponto de partida.

“Ah. O que podemos fazer por você, madame?”

Os médicos me receberam. Eles acreditam que sou filha de uma família nobre. Que uma donzela pura, ignorante das coisas do mundo, veio fazer trabalho voluntário. Sim, usei charme e magia de sugestão para deliberadamente iludi-los.

“Como os pacientes estão?”

“Bem, a mesma coisa de sempre. Dia após dia eles gemem sobre estarem em dor. Francamente falando, a maioria dos pacientes daqui estão completamente bem.”

“Gostaria de ver o paciente mais recente.”

“Há um sujeito que foi trazido aqui ontem. Mas realmente não recomendaria visitá-lo, senhorita.”

“Algum motivo?”

“Sim. A doença falsa deste cara é bem séria. Minhas axilas doem, minha virilha parece estar rasgando, e coisas assim. Fica reclamando sobre nada. Você vai detestar, senhorita.”

“…”

 

Dor nas articulações

 

“…não. Está tudo bem. Se é um paciente, gostaria de acreditar nas palavras dele por enquanto. Gostaria de ver essa pessoa primeiro.”

“Haa. Que bondade. Posso ser um médico mesquinho, mas já faz tempo que conheci alguém sincera como você, senhorita.”

Enquanto encantado, o médico me levou até a enfermaria. Assim que abrimos a porta, o paciente que estava mais adentro começou a gritar.

“Aaah, estou morrendo! Este mercador da grande terra de Siracusa morrerá por causa de um charlatão! Pessoas da cidade! Alguém bata nesse charlatão por mim!”

“Gah. Ele é como um porco no cio.”

O médico suspirou.

Agora entendi porque ele me avisou sobre visitar este paciente. O médico, depois de dar uma rápida olhada em mim, se aproximou do paciente.

“Então, qual o problema desta vez, isso está fazendo você ter um ataque epiléptico?”

“Problema? Qual meu problema? Tudo bem, explicarei mais uma vez para você, então desta vez tenha certeza de encravar isto em seu ouvido. Primeiro, a cama é tão dura que minha espinha está para ficar reta. Segundo, não tenho certeza se os servos estão me trazendo pães ou pedras, mas meus dentes estão para quebrar. Terceiro, meu médico amigo de infância continua suspirando sempre que vê meu rosto, e isso está fazendo minha vida miserável.”

“Seu idiota. Minha vida está ficando miserável por sua causa.”

“Sério? Bom. Finalmente chegamos no ponto que mutualmente nos fazemos miseráveis. Mas é a mesma coisa com a patroa. Minha esposa e eu estamos no pescoço do outro por um tempo já, e agora estamos apenas pensando em métodos de como foder o outro. Ei, amigo. Se você não planeja se tornar minha segunda esposa, então foda-se! Apresse-se e aja como um médico, e me cure!”

“Droga. Este cara não é útil nem na vida.”

Aparentemente estes dois são amigos de infância.

Significa que são próximos o suficiente para se xingarem livremente.

Uma cena estranha para alguém como eu. Amizade. Isso poderia realmente existir?

Frequentemente pessoas falam que amizades duram para sempre. É suspeito. Não importa qual seja a frase, sempre que o advérbio ‘sempre’ for incluído, começaria a suspeitar. Eu pessoalmente acredito ser um bom hábito.

Há apenas traidores ou potenciais traidores neste mundo. Essa é a minha opinião. Amizade é simplesmente alguém que ainda não te traiu.

“Desculpa, senhorita.”

O médico repentinamente se desculpou.

“Este cara sempre teve uma boca suja. Apenas pense que isto é o limite de sua educação e ignore se puder.”

“Está tudo bem. Por favor, continue com o exame.”

“Entendido.”

O médico colocou sua mão na testa do paciente.

“Lugares aqui e ali estão, de fato, quentes. Mas não importa como eu olhe, é apenas um resfriado de verão. Irei prescrever alguns remédios, então se piorar, tome-os. Você deve ficar bem, então não se preocupe.”

“…”

 

Temperatura alta

 

Por um instante, descrença passou por minha mente.

…impossível. Estou pensando demais. Articulações doendo e febre, esses são sintomas que você pode encontrar em qualquer lugar. Não dá para considerar algo assim como um sinal de doença.

“Eh, como você espera que eu acredite nas palavras de um charlatão?”

“Se você continuar me chamando de charlatão, irei te prescrever veneno no lugar. Se você continuar falando algo assim alto, desse jeito prejudicará minha dignidade. Está planejando arruinar o negócio de seu amigo de infância?”

“Realmente dói como um inferno! Aqui, olhe.”

O paciente repentinamente tirou sua vestimenta.

O médico entrou em pânico e olhou para mim, mas continuei a mesma de sempre e permaneci calma. Não ligo para o corpo nu de um homem. Mais que isso, há algo que chamou minha atenção.

O lado direito do peito do paciente.

Há um ponto preto do tamanho de um polegar.

“……”

Meu corpo inteiro endureceu.

Como uma pessoa que foi petrificada.

“Ara, o que é isto?”

“Não há motivos para ter isto se fosse um resfriado normal.”

“Isso, bem. Acho que você está certo…”

Ambos não perceberam a súbita mudança em mim.

O médico e o paciente estavam ocupados discutindo entre si.

“Isso é estranho. Talvez você tenha pego alguma doença endêmica de alguém?”

“Isso é algo que você, o médico, deveria saber. Não um mercador, seu charlatão. Se não quiser mudar sua profissão para agente funerário, então cure-me logo.”

“Bah, falando coisas aleatórias, este idiota.”

 

Pele ficando preta

 

“…lembrei de algo que preciso fazer. Devo me ausentar.”

“Ah? Oh, tudo bem. Tome cuidado.”

Andando rápido, saí da enfermaria.

Não tenho suficiente tempo livre para me despedir apropriadamente no momento.

A situação.

Não conseguia entender a situação.

Desordem preencheu minha cabeça e o sacudiu violentamente. O que está acontecendo? Claro, você não está me dizendo que essa doença vai ser uma epidemia? E isso também está dentro das predições do Lorde Demônio Dantalian?

Isso é impossível. Isso é absolutamente impossível. A habilidade de prever o futuro se manifestou apenas na menor quantidade da quantidade já pequena dos santos. Mesmo assim, o último caso reconhecido de profecia foi há 210 anos. Não há como Vossa Majestade Dantalian ter tal habilidade, ou era para supostamente ser assim? Mas, por quê?

…preciso me manter calma. Está muito cedo para precipitar. Por enquanto, é apenas um paciente. Ainda há a chance de que foi apenas uma coincidência dos sintomas do paciente coincidirem com as coisas sem sentido que Vossa Majestade Dantalian falou. Ainda preciso visitar os outros médicos de Siracusa.

Ao menos 2, não, ao menos 4 pacientes devem ter os mesmos sintomas antes que possa ser julgado uma doença. Não posso me desorientar. Profecias são fantasias que aparecem apenas em histórias. Não há como acontecer tão fácil na vida real.

‘Mas, se Vossa Majestade Dantalian estiver certo…’

Uma simples especulação.

Considerei apenas por um momento, mas minha nuca já estava gelada.

Vossa Majestade Dantalian, alegando que é a cura da doença, comprou várias pilhas de uma certa erva. Naturalmente, o preço da folha era extremamente baixo. A maior parte do ouro foi gasto nos funcionários. Porém, por causa do preço exorbitante, a quantidade de plantas que Vossa Majestade Dantalian comprou…

Foi nada menos que 30 mil.

Se realmente forem a cura, então independente do quão barato for o preço, venderiam por pelo menos 2 ouros cada. Então, 60 mil moedas de ouro. Isso seria além da quantidade do empréstimo original de Vossa Majestade.

Não, esse é o caso do menor preço possível. Se a epidemia se espalhar por todo o continente, então custaria ao menos 5 ouro…alcançaria uma situação absurda. Um caos sem precedentes aconteceria.

Ninguém na firma conseguiria prever isto. Um erro dentre erros. Eles provavelmente procurarão alguém para culpar, e de dez para um, esse bode expiatório será eu.

A meta de me tornar uma executiva de Keuncuska.

A promessa de me deixar na juridição de toda a região de Dolstat, também.

Naturalmente, tudo estourará como bolhas.

“…”

Cuidadosamente mordi meus lábios.

Nasci em um beco qualquer, tive que viver no meio de esgoto e lixo. Foi por pouco que consegui pegar a oportunidade de escapar daquele inferno. Não posso deixar tudo isso ir por água abaixo.

Certamente, tinha esperanças que Vossa Majestade Dantalian despertaria como um verdadeiro Lorde Demônio. Entretanto, seu desperto seria algo apenas para meu sucesso e crescimento. Logo, nunca considerei esta situação.

Meus pés se apressaram por conta própria.

Só neste dia, visitei vários médicos da cidade de Siracusa. E não tinha outra escolha além de ter uma conclusão objetiva.

Febre intensa.

Dores se espalhando das articulações.

Um sintoma que pele se tornaria preta.

“…”

Nas minhas mãos estava um pedaço de pergaminho que Vossa Majestade me deu. No centro da praça da cidade, de pé, continuei encarando a nota por um bom tempo.

16 clínicas na cidade de Siracusa.

29 pacientes com sintomas similares.

A quantidade de pacientes aumentou para 56 no próximo dia.

25 pacientes reclamaram de dor aguda, e então morreram.

Dez dias depois, os pacientes das fontes termais que visitei tinham todos morrido. Meio mês depois, a cidade inteira foi preenchida por gritos de dor dos cidadãos.

A predição de Vossa Majestade Dantalian estava correta.

Uma epidemia.

Uma epidemia rampante.

 

 

▯Executivo da Keuncuska, Goblin Avarento, Torukel
Calendário do Império: Ano 1505, Mês 7, Dia 16
Firma Keuncuska, Filial de Amstel

“Sr. Torukel, um relatório emergencial chegou.”

“Keruruk. Seu rapazinho descortês! Independentemente do que estiver acontecendo, não te disse para não me interromper quando Vossa Majestade Paimon estiver visitando!?”

Uma chique sala de recepções.

Fiquei desconcertado por causa do secretário que repentinamente começou a bater na porta.

Vossa Majestade Paimon estava sentada em frente a mim, esse idiota. Ela é uma das mais preciosas convidadas da Firma Keuncuska. Quando esta pessoa está visitando, seja trabalho ou contato, eu proibi tudo. Esse é o problema de cortesia comum!

“Ó céus. Esta dama está bem, Torukel.”

Felizmente, Vossa Majestade mostrou clemência.

“Deve ser um problema realmente urgente para ele precisar entrar em contato imediatamente.”

“Eu peço sinceras desculpas. Esse secretário normalmente não é assim…”

“Eu disse que estou bem. Esta dama estará desfrutando da fragrância do chá, então tome seu tempo.”

Vossa Majestade Paimon sorriu gentilmente.

Me pergunto o quão benevolente esta pessoa é. Ela sempre tratava a mim, um humilde mercador, com gentileza. Enquanto estava comovido, abaixei minha cabeça várias vezes.

Claro, assim que deixei a sala de recepções, minha expressão se contorceu.

“Seu idiota. O que acontece, keruk?”

“M-Me desculpe.”

O secretário abaixou sua cabeça se sentindo nervoso.

Mesmo se você fizer isso, a ideia de te perdoar não me vem à cabeça. Como ousa interromper uma reunião com Vossa Majestade. Vendo até onde chegamos, não me satisfaria até mesmo se eu cortasse sua cabeça. Espero que esteja preparado.

“Uma mensagem urgente chegou dos quartéis-generais da firma. Um mago escreveu a informação numa nota e nos entregou.”

“Não importa o quão urgente seja a mensagem, a pessoa na sala é a Vossa Majestade Paimon. Se a mensagem acabar sendo um caso sem importância, eu pessoalmente cortarei sua cabeça.”

“S-Sr. Torukel…!”

“Hum.”

Eu rapidamente peguei a nota do secretário e o escaneei. Exatamente como nossa firma coloca valor na eficiência, apenas palavras breves estavam escritas. Adicionalmente, estava escrito em um código que apenas executivos entenderiam, então sou a única pessoa aqui que é capaz de ler.

 

Um surto epidêmico.
Centrando os portos, a peste se espalhou por toda a região do Reino de Sardenha.
É certo que brevemente se espalhará para os países vizinhos.
Taxa de letalidade: 80%

 

“O quê…?”

Tendo decodificado até aqui, minhas sobrancelhas franziram.

Para dizer que a taxa de letalidade é 80%. Ele está dizendo que está morrendo de 8 dentre 10 pessoas? Isto não é uma doença contagiosa normal.

Também declarou que está ‘certo’ que a doença espalhará para países vizinhos. Isto também é sério. É uma regra dos mercadores não exagerar informação. Neste tipo de situação, o normal seria estar escrito ser ‘esperado’.

Sem dúvida, Ivar Lodbrok não poderia ter errado nesta parte…

Certamente? Quer dizer que essa epidemia estava espalhando em tal velocidade? Isto não é bom. Uma premonição sinistra estava aparecendo diante de mim…

As próximas frases fizeram minhas pupilas congelarem.

 

A cura da doença está na possessão do Lorde Demônio Dantalian.
Valor atualmente estimado, 1 milhão e 200 mil ~ 3 milhões de moedas de ouro.
Todos executivos devem retornar para o quartel-general imediatamente. 

 

“…”

Isto não faz sentido.

“M-Me desculpe. Sr. Torukel. Realmente peço desculpas. Eu também gostaria de ter esperado até Vossa Majestade Paimon ter ido embora para entregar isto.”

Isto não pode estar acontecendo.

“Sendo franco, esta nota foi entregue há uma hora. Mas estava marcado com o selo de material classificado de primeiro grau. Pensei que seria problemático para o Sr. Torukel se isto atrasasse ainda mais…”

É impossível.

“S-Sr. Torukel? Você está ouvindo? Sr. Torukel…?”

 

 

▯Dono da Firma Keuncuska, Vampiro de Sangue Puro, Ivar Lodbrok
Calendário do Império: Ano 1505, Mês 7, Dia 16
Quartel-General da Firma Keuncuska, Andar mais alto

Fomos iludidos.

Honestamente, fui completamente enganado.

“Hmm.”

Numa sala escura, estava bebendo vinho sozinho.

Meu cálice continuava esvaziando. Significa que estou pensando profundamente. De alguma forma, sinto que estarei bebendo até tarde da noite de hoje…

Quem. Que pessoa fez Ivar Lodbork de idiota.

Lorde Demônio Dantalian é apenas um tolo. Lhe falta a habilidade de planejar grandiosamente. Então quem é. Há apenas uma resposta. A súcubo mestiça, foi a garota quem planejou tudo…

“Lapis Lazuli.”

Enquanto rodando a fragrância do vinho ao redor da minha boca, eu disse o nome da garota. Apenas minha imaginação? O álcool estava mais doce.

O desejo de suceder é lindo. Não estar satisfeito com sua própria posição e continuar querendo subir. Essa é a atitude que todos deveriam naturalmente ter. É isso que penso.

Exceto.

A história é diferente se você mostrar suas presas para mim.

Lhe darei uma lição, Lapis Lazuli.

É uma pena que preciso esmagar uma caloura que tem um futuro tão promissor adiante. Estou sendo franco. Se você me perguntar o que quero dizer, é porque Lapis Lazuli se tornará uma viva, mas não viva, boneca.

Levantei meu cálice.

“Outro copo.”

“…”

A serva colocou mais vinho sem dizer uma palavra.

Em algum ponto, esta garota também era uma candidata promissora. Ela era como a Lapis Lazuli. Com sua baixa posição social, seu desejo por poder era hipnotizante. A beleza em seus olhos era inigualável. Porém, a parte decisiva foi sua tolice. Ela se revoltou contra ninguém menos do que eu.

Aqueles olhos vívidos que brilhavam com inteligência, agora com uma cor vaga e acromática.

Perdendo sua vontade e consciência, ela decaiu para uma boneca escrava que se move aos meus comandos…

“Que pena. Por que todos os talentos úteis não aguentam a tentação de ir contra mim?”

Um suspiro veio por conta própria.

Virei minha cabeça de lado, e meu rosto estava refletido na janela. Surpreendentemente, estou sorrindo. Felicidade incontrolável estava nos cantos de minha boca. Parecia como se eu estivesse me divertindo bastante.

Isso é verdade.

O fato de eu achar uma pena é mentira. 

O que há para esconder?

Pessoalmente, a diversão que estou tendo agora é a maior que tenho desde sempre.

Para um reviravolta imprevisível acontecer, essa é a felicidade da vida.

Para pessoalmente poder pisar num calouro promissor, esses são os frutos da vida.

Poder transformar esse caloura numa marionete, como alguém que guardaria vinho para amadurecer, guardá-la como uma boneca na minha coleção pessoal—

Esse é o maior dos prazeres.

“Lapis Lazuli.”

Mais uma vez.

Murmurei o nome dessa linda garota.

Cortarei todas suas esperanças.

Irei te corromper da cabeça aos pés.

Assim que você cair no desespero e começar a se debater, devo colocar minhas presas nesse seu pescoço branco e fazê-la de minha escrava pela eternidade.

“Mm.”

Não consigo segurar mais do que isso.

Empurrei meus dentes no pescoço da serva.

“……ah, aah……aaaah……”

A serva tremeu levemente.

Ela pode não ter mais consciência, mas seu senso de dor não se foi.

A fragrância de seu sangue é como vinho bem amadurecido de primeira classe.

Coletei bonecas de vinho como ela pelas últimas centenas de anos.

Mas nos últimos 60 anos, o número de bonecas parou em 32. Porque pessoas pararam de me desafiar. Uma época entediante.

O verdadeiro dono da Firma Keuncuska. A pessoa mais rica no mundo dos demônios. Um dos três vampiros puros a andar nesta terra. Todos estes se referem a mim. Jovens corajosos o suficiente para me desafiar são extremamente raros.

Neste sentido, Lapis Lazuli é o primeiro obstáculo a aparecer em 60 anos. Ela é preciosa nesse sentido, como também meu precioso 33º vinho.

…agora que parei para pensar. Na minha coleção há um elfo, uma bruxa, um lobisomem, um centauro, uma sereia, e muito mais. Tenho todos os tipos de raça, mas não uma súcubo. Desde modo, o valor da Lapis Lazuli como uma peça de coleção é ainda maior.

Me pergunto qual a fragrância de vinho ela terá.

Suguei o sangue da serva mais uma vez até ela desmaiar, e ri.

Keuncuska, ó grande Keuncuska.

Pagarás sangue com sangue.

 

 

▯O Mais Fraco Lorde Demônio, Rank 71º, Dantalian
Calendário do Império: Ano 1505, Mês 7, Dia 16
Castelo do Lorde Demônio Dantalian

A vida é bela.

Tão bela que, eu, a pessoa mais pessimista da história, deveria lentamente admitir que o mundo também é belo.

De acordo com o enredo em Dungeon Attack, Lordes Demônio não têm parentes. Se você estiver se perguntando do que estou falando, estou me referindo pelo fato que Lordes Demônio nascem de energia mágica acumulada anormalmente em um único ponto. Puramente sorte. Seus nascimentos não têm a ver com ter uma boa personalidade ou ser talentoso, é tudo na sorte…

É por isso que as pessoas não conseguem não desprezá-los.

É como um camponês competente desprezando um nobre incompetente. Pessoas que chegaram no topo através de seu próprio talento e habilidade desprezam Lordes Demônio. ‘Nasceram como Lorde Demônio por sorte de qualquer jeito. Eles não seriam um desafio se enfrentássemos de frente.’, é o que dizem.

Estão descuidadosamente abaixando suas guardas.

É fatal alguém abaixar sua guarda, por até mesmo um segundo, perto de alguém perverso como eu.

Há apenas dois casos em que eu pensaria que o mundo é belo.

Primeiro, quando não faço absolutamente nada e fico rolando na cama.

E segundo, quando esfaqueio alguém que me subestimou por conta própria. São estas vezes que penso como se tivesse entendido o verdadeiro significado da vida.

…minha irmã mais nova disse que isto é uma preferência pervertida, e ferozmente me denunciou. Mas não a entendo. Não é culpa da pessoa que abaixou a guarda?

Quando um leão caça um coelho, eles colocam tudo na caça. É por isso que caçar é um trabalho extremamente cansativo. Se você não pretende dar seu melhor desde o começo, então seria melhor não trabalhar em primeiro lugar. Trabalhos meia-boca retornarão apenas resultados meia-boca. Seria mais eficiente ser como eu e não fazer nada o dia inteiro e salvar energia.

Se alguém deve tolerar sua própria preguiça e caçar, então em um tiro.

Mate o jogo sem dar sequer uma única chance de resistir.

No momento presente, o resultado estava bem à minha frente.

“Ooh, Lala. Você está com o rosto um certo pálido hoje.”

“…”

Lapis Lazuli estava parada silenciosamente.

Sua expressão não está em linha de como costumava ser. Seus olhos, que costumavam ser transparentes como vidro, estavam obscuros agora. Olhos que já vi várias vezes antes, olhos de alguém derrotado.

“Porventura, é aquilo? Aquela magia que cai nas mulheres todo mês? Você também tem uma vida difícil.”

“…como Vossa Majestade previu isto.”

“Ó céus, Lala. Consigo ouvir impaciência em suas palavras.”

Como a estátua do Buda reclinado, estava deitado enquanto usava meu braço para apoiar minha cabeça.

“Sempre serena e calma, esse é seu charme. Por favor, mostre mais consideração para sua beleza.”

O rosto de Lapis Lazuli ficou ainda mais pálido.

Um ser lamentável.

Independentemente, eu gosto de mentalmente atormentar o perdedor. Por favor, participe mais um pouco de minha ridicularização.

“Qual foi a reação da Firma Keuncuska?”

“…é como uma colmeia de abelhas agitada. Uma ordem de reunião foi mandada para todos executivos há apenas algumas horas. Esta também foi convocada para comparecer no quartel-general imediatamente.”

“Oh ho. Então, por que está aqui ao invés de estar indo para a firma?”

“…”

Lapis Lazuli não respondeu.

Não, o correto seria dizer que ela não consegue responder.

Sorri astutamente.

“Devo chutar o que você está pensando? Julgou que sua vida estaria em perigo se fosse para a firma agora. Os executivos da firma não têm ideia de que fui eu quem planejou tudo isto. Na cabeça deles, a acusada deste incidente é você, Lapis Lazuli.”

Lapis Lazuli me encarou.

Como uma besta ferida em seu último momento encarando o caçador com ódio.

“É por isso que Vossa Majestade mandou esta ir à Siracusa? Para plantar um desentendimento nos executivos da firma. Esta, propositalmente.”

“Correto.”

Se você pensar logicamente, então o ato de prever uma peste é impossível. Alguém, usando métodos desconhecidos, espalhou a doença em Siracusa propositalmente. Essa seria a conclusão normal que as pessoas chegariam.

Quem poderia ser essa pessoa.

Para quem os executivos da firma apontariam seus dedos, como criminoso.

“A pessoa que se tornou a concubina de um Lorde Demônio e o encantou, também foi você.”

Há uma mulher que cativou Dantalian com seu corpo.

“A pessoa que seduziu o Lorde Demônio em pedir um enorme empréstimo de ouro da firma, também foi você.”

Há uma mulher que apaixonadamente convenceu os executivos que era uma oportunidade perfeita para encoleirar o Lorde Demônio.

“Coincidentemente, a pessoa que estava no local quando a doença começou a se espalhar, e nisso, por uma semana inteira, também foi você.”

Há uma mulher que relatou exatamente onde o surto da Peste Negra começou.

“Finalmente, a pessoa que comprou milhares da planta que pode curar dita doença, não é ninguém além de você.”

É isso.

E é por causa disto que deixei todos os detalhes para a Lapis Lazuli. O encontro com as firmas pequenas e a farmácia, e também o processo de comprar a planta. Toda a papelada foi feita através da Lapis Lazuli.

Então…

“Agora, os executivos da sua firma não tem ninguém além de você como suspeita primária.”

O máximo que o Lorde Demônio Dantalian era, neste ato, é uma marionete controlada pela súcubo. A pessoa puxando as cordas é a mestiça, Lapis Lazuli, seria o que os executivos assumiriam.

Apesar deles estarem completamente errados.

Dei uma risada abafada.

“Lala, você também deve ter pensado até aqui. É por isso que veio para cá ao invés de retornar para o quartel-general. Um ótimo julgamento. Se você fosse para o quartel-general, com certeza teria sido punida, sem chances de revidar.”

Silêncio dominou por um momento.

Em um quarto em ruínas de um Lorde Demônio, previamente destruído por aventureiros, com exceção da cama, o quarto estava empoeirado e cheio de lixo. Neste quarto cinza, Lapis Lazuli foi aquela que quebrou o silêncio.

“…por quê?”

Lapis Lazuli lentamente abriu sua boca.

“Por que está Vossa Majestade revelando tudo para esta?”

“Porque eu valorizo bastante você, Lala.”

Levantei de minha cama.

“Você é linda. Não estou elogiando sua aparência. Estou me referindo à sua beleza interior.”

Enrolando minha língua de cobra, me aproximei da Lapis Lazuli.

“Apesar de ser uma híbrida exilada, você não descartou sua paixão por autoridade. Até mesmo tentou sacrificar um Lorde Demônio para seu próprio sucesso. Apenas um passo. Se você tivesse conseguido ter dado mais um passo, poderia ter se tornado uma executiva de Keuncuska…”

Uma quantidade anormal de desejo por poder.

Serenidade que não teme sacrifícios.

Também, talento que vai além da origem e posição social de alguém.

“Quero te obter.”

Levantei o queixo da Lapis Lazuli.

Olhos azuis infinitos olharam para mim.

“Abandone a Firma Keuncuska e submeta-se a mim. Keuncuska, no fim, não é nada mais do que uma firma. Dinheiro pode ser grandioso, mas não é mais grandioso do que autoridade. A coisa que realmente excita e entusiasma pessoas é autoridade.”

“…Vossa Majestade apenas acabou de suceder.”

Lapis Lazuli falou quietamente.

Nossos rostos estavam tão perto que conseguíamos sentir a respiração do outro.

“Claro, Vossa Majestade fará bastante dinheiro. Entretanto, ainda não há quaisquer autoridade. Vossa Majestade ainda é rank 71º, o mais baixo Lorde Demônio, não há fundação suficiente. Como Vossa Majestade planeja apresentar autoridade para esta?”

“Deixarei toda a negociação da cura para você.”

“…”

Lapis Lazuli hesitou.

Lentamente aproximei meu rosto. Não me apressei. Ela já está pega no centro da teia de aranha. Não pode fugir.

“Feche seus olhos. Imagine. O continente gritará enquanto a peste pesadelo cobre tudo. Não importa o quão pouco dure, 2 anos. Se durar mais, então 5 anos. Centenas e milhares de pessoas, centenas e milhares de pessoas morrerão. Dentre estas terá apenas os nobres e ricos. Eles, para conseguirem sobreviver, farão de tudo dentro de seus alcances.”

Lapis Lazuli, seguindo minha ordem, fechou seus olhos.

Em uma voz suave, sussurrei em seu ouvido.

“Esta cura controlará a vida dessas pessoas. Lhe darei ela.”

“…”

“Um número incontável de pessoas no poder correrão até você para negociar. Se você vender a cura, então essas pessoas no poder viverão. Se você não vender a cura, então essas pessoas no poder encontrarão seu fim. Uma única palavra sua poderá fazer várias autoridades deleitadas, desesperadas, tristes, e regretas por toda a eternidade…”

Acariciei sua cintura com minha mão.

Lapis Lazuli, embora fracamente, franziu suas sobrancelhas.

Com minha palma, levemente senti sua pele. Um corpo liso sem gordura desnecessária. Como se estivesse procurando através do desconhecido, passei minha mão aqui e ali em seu corpo.

De seu peito para sua barriga.

De sua barriga para sua cintura.

“Híbrida. Lixo dos demônios. Filha de uma prostituta. Uma exilada. Você, que costumava ser condenada por estes nomes e desprezada, irá instantaneamente segurar a vida de centenas e milhares de pessoas. Como é, Lala. Como é esse sentimento, Lapis Lazuli.”

Foi então aí que senti algo duro contra meu dedo.

Achei.

“O que você está sentindo agora, isso é autoridade.”

Eu ousadamente empurrei minha mão em suas roupas.

Lapis Lazuli franziu suas sobrancelhas ainda mais. Ela pensou que seria violada aqui? Enquanto sorrindo, peguei um objeto metálico redondo que estava escondido embaixo de suas roupas, na região da cintura. Ao fazer, Lapis Lazuli abriu sua boca soltando um ‘ah’. Um olhar surpreendido.

Um objeto prateado.

À primeira vista aparenta ser um relógio de bolso. Mas se fosse um relógio de verdade, então a chave usada para bobinar estaria conectada ao relógio. Este objeto não tem uma corrente de relógio.

“É por isto que te valorizo bastante.”

Alegremente acenei o objeto metálico na frente de seus olhos.

Lapis Lazuli mordeu seus lábios.

“…Vossa Majestade sabia desde o começo?”

“Bom, foi uma suposição simples.”

Reprodutor de Memórias, um artefato mágico.

É como um dispositivo de gravação que recorda áudio e salva. Se a qualidade for boa, é comparável com uma câmera de vídeo.

Isto era vendido por um preço tremendo em Dungeon Attack. É provavelmente o mesmo aqui.

Lapis Lazuli provavelmente queria provar sua inocência para os executivos da firma. O problema é a ausência de provas. Então, criaria uma nova evidência…

Que evidência poderia provar sua inocência. O método mais efetivo seria conseguir uma óbvia confissão do verdadeiro culpado. Não havia dúvidas que ela usaria o artefato Reprodutor de Memórias.

“É triste. Mm, uma situação infeliz. Se você fizesse certo, ainda teria a chance de se tornar uma orgulhosa gerente da filial da Firma Keuncuska, mas. Ó deuses. Olhem para isso—”

Derrubei o objeto prateado no chão.

E então, levantando meu pé direito, o esmaguei usando o calcanhar da minha bota.

Com um ‘crack’, dava para ouvir o preciso som das partes mecânicas quebrando. Repeti esta ação 5 vezes. Então peguei o dispositivo já quebrado e taquei na parede o mais forte que conseguia.

Encolhi os ombros. [¯\_(ツ)_/¯]

“Parece que sua última possibilidade quebrou.”

“…”

“Lala. Você tem duas chances à sua frente. Estas são escolhas que você não pode recusar. Primeira escolha. Deste jeito, respeite sua convocação e volte à firma sem evidência. Sinceramente suplique por sua inocência lá. Então, hm. Então…se você tiver sorte, talvez consiga sobreviver.”

Dei um tapa de leve em seu ombro.

“…qual é a segunda escolha?”

Lapis Lazuli perguntou. Foi esplêndido. Apesar do cheque-mate, sua voz continua fria. Não importa qual situação desesperada ela estiver, mesmo se sua vida estiver em risco, era claro como dia que manteria sua calma.
Como eu fiz há três meses.
Enquanto cercado de aventureiros.

“Associe-se a mim. Lapis Lazuli. Ó, híbrida plebeia. Se você devotar-me seu talento, então provirei-lhe posição. Se você devotar-me sua lealdade, então darei-lhe poder. Transformarei em realidade as esperanças e desejos que contém em seu peito nesta terra, e você deve proteger-me das esperanças e desejos das outras pessoas.”

Resumindo, dar e receber.

Não é esta a mais amável lógica?

“O que Vossa Majestade fará se esta trair Vossa Majestade?”

“Ah, não se precipite. Não estou pedindo por lealdade absoluta de você. Se você quiser me trair, então traia. Se você achar que outra pessoa além de mim é capaz de lhe dar mais benefícios, então você obviamente deveria.”

Não acredito em amizade.

Não acredito mais em amor.

Similarmente, não tenho nenhuma fé em lealdade.

“Mas lhe prometerei isto. Você poderá desfrutar o máximo da mais alta autoridade.”

O que eu acredito é troca equivalente.

A ação de pessoas sensatas trocando itens de mesmo valor.

“…”

“…”

Lapis Lazuli me encarou. Não me desviei de seu olhar. Silêncio só é estranho quando não há razão nos olhos do outro. Ainda temos muito do que descobrir no olhar do outro.

Tenho algo dentro de mim.

E ela, também, tem algo escondido dentro de si.

Não temos razões para temer o silêncio.

Finalmente.

“Entendi, Vossa Majestade.”

Lapis Lazuli se ajoelhou com uma perna.

Olhando o chão, ela jurou.

“Eu, Lapis Lazuli, nascida de uma súcubo Humbaba e crescida nos becos de cidades e municípios, uma pessoa que trabalhou como uma mercadora de terceira classe na Firma Keuncuska por 10 anos, deve esquecer seu passado e viver exclusivamente para ser uma subordinada do Lorde Demônio Dantalian. Este coração. Esta cabeça. Esta alma, deve, para sempre, estar na posse de Vossa Majestade.”

 

[Lapis Lazuli foi recrutada como subordinada.]

[O grau de lealdade aparecerá nos status de Lapis Lazuli.]

[Lealdade instável. O outro lado considera você como lorde apenas contratualmente. O outro lado pode te trair a qualquer momento.] 

 

Eu sorri.

Fiquei especialmente fantasiado pela linha de ser traído a qualquer momento. Seja amizade pegajosa ou afeição eterna, ao invés de linhas intensas como essas, esta linha é mais confiável.

O eterno amor que meu pai jurou para minha mãe, no final, terminou em falha. Humanos não tem a força para reverenciar esse tipo de amor. Despejar emoções que ambos não aguentam no outro apenas te colocará de joelhos.

Seco desde o começo.

Ao invés de ficar preocupado com coisas tão inúteis, prefiro ser preguiçoso.

Ao invés de ser brutalmente sério, prefiro ser bruto.

Este é meu credo, minhas rígidas regras.

Do nada, das minhas memórias, os lábios grossos de meu pai se mexeram vividamente.

‘Filho. Esteja preparado.’

‘Seja o que você escolher—’

‘você vai viver uma vida mais complicada que a minha.’

Desculpa, pai.

Não planejo repetir a vida que você teve.

Você se sucedeu como um membro da sociedade. Entretanto, você falhou horrivelmente como um marido. Fui desagradado por isso desde tempos atrás. Por que você obcecaria por algo sabendo que iria falhar?

Se você não está certo do sucesso, então não mergulhe nele. Essa é minha resposta. Apenas significa que não me tornarei o desespero de alguém. Você era o remorso da minha vida, pai. Não pretendo me tornar o remorso de outra pessoa.

“Bom. Lapis Lazuli.”

Também me ajoelhei para nivelar nossos olhares.

Não somos simplesmente lorde e vassalo. Contratante e contratado. Somos sócios na premissa de direitos iguais. Quero expressar isso para ela com meu corpo.

“Eu, Dantalian, nunca retornarei teus conselhos com silêncio e nunca retornarei tuas sugestões com desprezo. Se tu suaras e sangraras por mim, deverei retribuir cada gota de suor e sangue.”

Firmemente segurei sua mão.

Eu senti antes, mas sua mão é realmente macia.

Lapis Lazuli, depois de me observar por um demasiado tempo, levemente, ligeiramente, acenou com a cabeça.

“…meu serviço para você, Vossa Majestade.”

Três meses desde que cai neste mundo.

Nomeei meu primeiro vassalo.

 

 

▯Executivo da Keuncuska, Goblin Avarento, Torukel
Calendário do Império: Ano 1505, Mês 7, Dia 20
Quartel-General da Firma Keuncuska

O quartel-general da firma estava mais inquieto do que o normal.

Goblins estavam olhando profundamente em bolas de cristal decifrando códigos. E com os códigos decifrados, eles escreveriam num pedaço de pergaminho em uma tacada e passariam para uma fada.

Fadas do tamanho de uma palma suspiravam enquanto locomoviam o pergaminho. Do departamento operacional para o departamento de contramedidas, departamento de distribuição, e o departamento oficial. O quartel-general é um edifício um certo grande, e mesmo assim as fadas estavam se locomovendo tanto que dava para ver tráfego congestionado do terraço.

“Relatos de um paciente descoberto em Colônia!”

“Estamos certos que a peste está seguindo o Rio Reno e indo norte.”

“Isso fez o fecho do Reino de Sardenha completamente inútil.”

“A dama da Casa de Sforza faleceu por enfermidade…”

Relatos de todo o continente estavam chegando em massa. Dor de cabeça estava embrulhando os empregados. Dentre eles, há um goblin que presumadamente deixou de dormir estes últimos dias porque seus olhos estavam vermelhos e inchados. Keruruk, que lamentável.

Andando pelo quartel-general, fui diretamente para o escritório pessoal de Ivar Lodbrok. Por um momento, pensei que entrei na sala errada. Há tanta papelada empilhada que sequer dava para ver a dita pessoa. Se eu não tivesse ouvido sua voz pesada através dos montes de papéis, então teria definitivamente deixado a sala.

“Que horrível. Keruk.”

“Oho, isto é horrível. Mas ficará ainda mais horrível. Sente-se.”

“…onde?”

É claro que a mesa não é uma opção, mas há um monte de pergaminhos espalhados por todo o chão.

“Qualquer lugar. Já coloquei toda a informação na minha cabeça, em todo caso.”

“Uma capacidade de memorizar bizarra como sempre… Então, a peste está mostrando algum sinal de estar morrendo?”

“Nenhum.”

Ivar Lodbrok respondeu instantaneamente.

“A doença está se espalhando numa velocidade aterrorizadora. A União de Kalmar e o Reino de Moscou, excluindo Véneto, estão todos erodindo por causa da peste. Os países restantes também enfrentarão a doença em breve. Os analistas da nossa firma já estão prevendo um taxa de baixas de 30%.”

“30% de todo o continente morrerá? Está brincando?”

“Se eu já contei alguma piada na minha vida, diga-me.”

Involuntariamente murmurei para mim mesmo. 30%. É inimaginável. Significa que milhões de demônios e humanos morrerão. Sequer consigo especular o dano que causará.

“Todos os lordes temporariamente cessaram todas as trocas com a nossa firma.”

Ivar Lodbrok disse em um tom como se tivesse desfrutando algo.

Ele vai manter sua atitude jovial até mesmo nesta situação? Ele realmente não é sano. Espera, mais importante do que isso, ele disse que todos os lordes cessaram as trocas conosco?

“Isso não é um problema enorme?!”

“Aah, é um problema enorme. Estão com medo que iremos entregar não apenas o produto, mas a doença também. Por causa disso, os produtos que preparamos por tanto tempo agora estão nos carregamentos e armazéns para apodrecer.”

“Não me diga que as outras firmas também…”

“Mesma coisa. Todo o comércio foi parado.”

Uma crise sem precedentes.

Esta peste não estava prejudicando apenas a humanidade. A economia em si do continente estava quebrando. Por isso não importa se você for infectado ou não, não é diferente de todos correndo direto em direção do inferno.

Assim que meu rosto ficou azul, Ivar Lodbrok mudou seu tom e ficou sério.

“Nós, demônios, pelo menos estamos em melhores circunstâncias. Já que, diferente dos humanos, estudamos magia negra por centenas e milhares de anos. Nós sabemos como lidar com doenças e manter as perdas no mínimo. Entretanto, humanos são diferente. Eles baniram magia negra numa escala nacional. Portanto, estão esmagadoramente atrás em experiência e informação. Para eles, não 30% mas 40%. Poderia até mesmo subir para 50%.”

“Ó lorde. Deuses….”

“O problema é como Lapis Lazuli previu esta epidemia.”

Ivar Lodbrok tirou um cachimbo de sua roupa.

Ele começou a murmurar enquanto colocava o tabaco na fornilha do cachimbo.

“Saber qual é a cura da doença e monopolizá-la. Não é uma coincidência. Não há dúvidas que esta peste foi criada artificialmente.”

“Você está dizendo…que alguém disseminou esta doença propositalmente?”

Ivar Lodbrok acenou com a cabeça.

Mas isso é possível? Lapis Lazuli é uma mera súcubo mestiça. Ela não tem a habilidade de fazer este tipo de doença por conta própria. Não, não há ninguém em todo o continente que é capaz disto.

Como se estivesse lendo minha mente, Ivar Lodbrok falou.

“Se pensarmos com senso comum, então seria um conto impossível. Porém, se for a Lorde Demônio Barbatos, então seria possível.”

“Lorde Demônio Barbatos…”

Lorde Demônio de Rank 8º.

Ela é conhecida como a maior necromante do continente, e também referida como a Monarca Imortal.

O exército que a Lorde Demônio Barbatos lidera consiste inteiramente de 5 mil mortos-vivos. São cadáveres que morreram há tempos. Se for a Barbatos, a maestro da magia negra e doenças, pode ser possível que tenha criado uma peste como esta. É isso que Ivar Lodbork concluiu…

Isso significa que Lapis Lazuli é uma peã da Barbatos.

Dantalian é apenas uma falsa isca exibido na vitrine.
Seria o verdadeiro perpetrador a Barbatos? É isso? Essa é a verdade…

“Isto não é uma suposição sem fundamento. Lorde Demônio Barbatos sempre desprezou humanos. Se houver um surto, então o dano causado no lado dos humanos pesará muito mais do que o dano causado no lado dos demônios. Isto é óbvio.”

“Assim, não seria estranho se a Lorde Demônio Barbatos estivesse visando exterminar a raça humana com uma epidemia. Seria mais apropriado acabar complementando essa suposição racional.”

“…isso é horrível.”

Agora entendi porque Ivar Lodbrok me disse que pioraria mais tarde.

Espalhar uma epidemia só para se livrar de uma única raça. Escapando toda racionalidade, isto é um crime imperdoável. O pensamento ‘Poderia alguém se tornar tão perverso?’ flutuava pela minha mente, dando-me vontade de vomitar.

“Lordes Demônio, no final das contas, são esse tipo de personagem. Para realizarem seus sonhos, não ligarão se o método é justo ou sujo. Foi assim por milhares de anos.”

“Deveríamos continuar aqui sem dar uma palavra? Enquanto milhões de pessoas gritam em agonia, Barbatos, Dantalian, e Lapis Lazuli estão de conspiração. Retaliação é necessário.”

“Tenho a mesma opinião. Torukel. Olhe para isto.”

Ivar Lodbrok estalou seus dedos.

Um certo rolo de pergaminho voou para cima, e em seguida, para mim. Expandi o rolo para os lados logo ao receber.

No pergaminho está escrito que, em um mês, todos os Lordes Demônio se juntarão para uma reunião. É chamado de Noite de Santa Valburga.

O local, Niflheim— é a cidade onde está localizado o nosso quartel-general. Está tudo bem em ver esta reunião como uma oportunidade de ouro.

“Keruk. É uma grande reunião que só acontece a cada vários anos.”

“É provavelmente para criar uma contramedida da peste. Lorde Demônio Dantalian também atenderá. Dez para um, aquela pequena súcubo irá acompanhá-lo. Acabaremos com ambos lá.”

Mas.

Ainda dentro da suposição que a Lorde Demônio Barbatos é a verdadeira culpada, ainda não temos provas. Entretanto, se ameaçarmos o Dantalian ou a Lapis Lazuli, e então torturarmos-os, conseguiremos ganhar qualquer evidência que precisamos.

“Diga-me o que preciso fazer, Lodbrok.”

Especialmente Lapis Lazuli. Aquela garota, não consigo perdoá-la.

Apesar de termos convocado-a, Lapis Lazuli não respondeu. Contato em si foi cortado. Não há outra escolha mas ver isto como uma clara traição.

Para ela esquecer do favor que a provimos ao deixá-la entrar em nossa firma.

Uma punição deve ser ordenada imediatamente.

“Por enquanto, entrarei em contato com o Dantalian. Torukel. Vá até a Vossa Majestade Paimon e faça um pedido.”

“…para Vossa Majestade Paimon?”

“A culpada é a Barbatos. Apenas Vossa Majestade Paimon pode enfrentá-la.”

Acenei com minha cabeça.

É conhecido que Barbatos e Vossa Majestade Paimon estão em termos ruins. Se significa dar um golpe de graça na Barbatos, então Vossa Majestade Paimon não recusaria.

Ó, grande Keuncuska.

Pagarás sangue com sangue.

Nome: Lapis Lazuli
Raça: Súcubo – Mestiça de Humano
Emprego: Mercadora(B)
Reputação: Chefe da Aldeia

Liderança: E / Poder: D / Inteligência: A
Políticas: B / Charme: E / Técnica: F

Títulos: 1. Exilada 2. Órfã de uma prostituta
Talento: Contabilista A, Mercador B+, Magia F
Habilidades: Beijo de Judas(B+)

[Conquistas: 1]

[Capítulo Anterior]             [Índice]            [Próximo Capítulo]